27.07.2018 | 06h09

Lula até o limite

O ex-presidente da Petrobrás José Sérgio Gabrielli, escalado como coordenador político da campanha do PT, disse que o partido só apontará um candidato para substituir Lula quando e se o TSE vetar a candidatura do ex-presidente preso. Martela, assim, a tese da cúpula da legenda, que começa a ter questionamentos internos pontuais. “Se tiver, é depois da decisão do TSE, se o TSE resolver impedir a candidatura legítima do Lula”, afirmou, em entrevista ao Estadão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO