30.09.2018 | 19h07

Lula, agora, contra exploração eleitoral

Lula, logo ele, quer evitar exploração eleitoral envolvendo seu nome… O petista pediu que o juiz Sergio Moro adie o prazo para alegações finais do Ministério Público Federal no processo contra ele que investiga se a compra de um terreno que serviria ao Instituto Lula e de uma cobertura contígua à dele em São Bernardo foram propina disfarçada da Odebrecht para ele.

A defesa quer que a ação fique congelada até o fim do processo eleitoral, e usa como base decisão do próprio Moro que adiou depoimento do ex-presidente. Lula, que transformou o cárcere em Curitiba em comitê e foi usado à exaustão como candidato pelo PT falar em exploração eleitoral de ações contra ele é, no mínimo, engraçado. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO