03.08.2018 | 07h48

Longe de Temer, perto dos cargos

DEM e PP quiseram distância de Michel Temer na hora de definir seu destino eleitoral. Mas os dois partidos seguem indicando filiados para cargos nos escalões inferiores do governo do emedebista. A Coluna do Estadão desta sexta-feira mapeia as novas nomeações do DEM para o Ministério da Educação (DEM) e do PP para a Agência Nacional de Saúde.

As duas áreas são feudos das siglas desde o impeachment. A troca de apoio político por cargos tem sido o principal questionamento que Alckmin enfrenta por ter selado essa aliança com os partidos. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO