11.03.2019 | 12h35

Líderes tentam definir presidência de comissões

Apesar da nova confusão criada pelo presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais, os líderes da Câmara vão tentar definir até o fim desta segunda-feira, 11, a presidência das principais comissões permanentes da Casa. Até o momento, há poucas certezas. A principal delas é que a CCJ ficará nas mãos do PSL, com o deputado Felipe Francischini (PR), na presidência, e com a deputada, Bia Kicis (PSL-DF), na vice. O partido deverá ainda ter outras duas presidências “medianas”, de acordo com o deputado Delegado Waldir (PSL-GO).

O PT deve presidir ao menos três comissões. A legenda quer ficar no comando dos colegiados de Direitos Humanos e no de Educação. Além disso, deve ceder uma cadeira na composição da CCJ, para a deputada Joenia Wapichana (Rede-RR). O PP, de Arthur Lira, terá direito a duas comissões e quer ficar com a de Agricultura, informou o Broadcast Político. 


VOLTAR PARA O ESTADÃO