06.03.2019 | 19h41

Lava Jato quer Mendes longe de casos com Paulo Preto

A Força-tarefa da Lava Jato quer o ministro Gilmar Mendes longe dos  julgamentos relacionados ao suposto operador do PSDB, Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto. A procuradoria encaminhou à procuradora-geral da República, Raquel Dodge,  informações para eventual “arguição de suspeição” do ministro. Os procuradores dizem que Aloysio Nunes procurou interferir em julgamento de habeas corpus de Paulo Preto em contato direto com Gilmar, segundo informações do Blog do Fausto.


Mais conteúdo sobre:

gilmar mendesAloysio NunesLava Jato
VOLTAR PARA O ESTADÃO