24.10.2018 | 10h29

Laudo sugere automutilação

Laudo do Instituto Geral de Perícia concluiu nesta semana que a jovem de 19 anos que teve o corpo marcado por uma suástica, em Porto Alegre, pode ter provocado o próprio ferimento, informa o Zero Hora. Segundo versão inicial da mulher, ela teria sido atacada por apoiadores de Jair Bolsonaro por usar uma camiseta com a frase #EleNão.

“Conclui-se que a figura produzida poderia ser mais facilmente produzida com o consentimento ou com a colaboração da própria periciada, ou, alternativamente, ao menos, com marcada incapacidade dela em reagir, ainda que involuntariamente, aos estímulos que seriam esperados diante de uma agressão”, diz o documento.


Mais conteúdo sobre:

IGPautomutilaçãoJair Bolsonaro
VOLTAR PARA O ESTADÃO