08.01.2019 | 12h37

Kim quer voto aberto na Câmara

O deputado federal eleito Kim Kataguiri ingressou no STF com mandado de segurança para garantir liminar que obrigue a realização da eleição para a presidência da Câmara por meio de voto aberto e não secreto, como ocorre atualmente.Estreante na Câmara, Kataguiri é um dos candidatos ao cargo.

O Supremo já decidiu que no Senado a sessão será aberta e não secreta. O que significa que a decisão liminar do ministro Marco Aurélio Mello poderá ser estendida para a Câmara, informou a Coluna do Estadão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO