25.05.2019 | 16h20

Kim: ‘É um atestado de que o governo falhou’

O deputado federal Kim Kataguiri, uma das principais lideranças do Movimento Brasil Livre, detalha em entrevista à revista Crusoé por que o MBL não estará nas manifestações deste domingo, que ele chama de “adesistas” e cuja pauta acredita terem viés antidemocrático. “Eu vejo. Fechar Congresso e Supremo é antidemocrático, antirrepublicano, antiliberal e anticonservador”, afirmou.

Para ele, Jair Bolsonaro incentiva os protestos não porque queira ruptura institucional, mas “permanente tensão” com as instituições. O deputado afirma que as divisões na direita já existem desde depois do impeachment de Dilma Rousseff e que a principal diferença do MBL com o bolsonarismo é na forma de conduzir a relação entre os Poderes. Ele acha que o governo compromete uma agenda econômica positiva com discussões internas que não geram benefício nenhum.


VOLTAR PARA O ESTADÃO