02.04.2018 | 14h21

Katia e Lupi: do ódio ao amor

A política brasileira se traduz pelo dom do perdão. Em 2009, a CNA se retirou do Codefat acusando o ministro do Trabalho de mudar regras para tirar a entidade da presidência do conselho –que administra os recursos do FAT.

Em 2011, o ministro do Trabalho caiu numa das “faxinas” de Dilma Rousseff. Pouco antes de cair, depôs ao Senado e foi escrachado por uma senadora. O ministro era o mesmo nas duas ocasiões: Carlos Lupi. A senadora e a presidente da CNA eram uma só: Katia Abreu. Nesta segunda, Lupi abençoou, em Palmas, a entrada da ex-adversária em seu partido, o PDT. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO