29.03.2019 | 18h32

Justiça proíbe comemoração do golpe

A 6ª Vara da Justiça Federal atendeu pedido da Defensoria Pública da União e proibiu o governo de Jair Bolsonaro de comemorar os 55 anos do golpe militar de 1964. Na decisão assinada pela juíza Ivani Silva da Luz, a magistrada deferiu o pedido de tutela de urgência para determinar à União que se abstenha da ordem do dia, como estava determinado para o ministro da Defesa e comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica. Na ação, a defensoria pública alega que a comemoração traria “risco de afronta à memória e à verdade”, como mostra reportagem da Folha.


VOLTAR PARA O ESTADÃO