16.10.2018 | 23h21

Jungmann vê ‘crime’ contra Rosa Weber

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, entende a ameaça recebida pela presidente do TSE, Rosa Weber, em uma rede social como “um crime”. Jungmann disse, após assinar um termo do ministério junto ao TSE, que a PF irá apurar o caso para chegar aos responsáveis pela ameaça.

“A Polícia Federal imediatamente irá apurar para chegar aos responsáveis por essa ameaça, que obviamente representa um delito, representa um crime, e tem de ser identificado quem o fez para ser legalmente punido”, afirmou Jungmann, como informa o Estadão.


Notícias relacionadas

Mais conteúdo sobre:

rosa weberTSERaul Jungmann
VOLTAR PARA O ESTADÃO