20.05.2018 | 07h35

Juízes sob ameaça (2)

Diante das ameaças sofridas por sua atuação, os principais magistrados ligados à operação Lava Jato vivem sob escolta. Um levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), publicado neste domingo, 20, pelo Estadão, aponta que 6 em cada mil magistrados estão sob ameaça no Brasil.

O juiz da 7.ª Vara Federal, Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio, e o juiz Sergio Moro, recebem proteção diária. O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo, também ganhou reforço na segurança pessoal e de sua família, depois de revelar, em março, que tem sofrido ameaças.


Mais conteúdo sobre:

CNJjuízes
VOLTAR PARA O ESTADÃO