03.04.2018 | 07h57

Juíza aponta viagem irregular de Maluf

A juíza Leila Cury, da Vara de Execuções Penais de Brasília, apontou irregularidades na prisão domiciliar de Paulo Maluf. Disse que ele não deveria ter sido internado em hospital particular e questiona sua viagem para São Paulo, quando deveria ficar em seu apartamento em Brasília.

A defesa diz que só soube que Maluf estava em hospital particular depois da internação, mas que o pedido que constava do habeas corpus deferido pelo ministro Dias Toffoli, do STF, requeria expressamente que ele ficasse em prisão domiciliar em São Paulo.


Mais conteúdo sobre:

Paulo MalufPrisão domiciliar
VOLTAR PARA O ESTADÃO