29.09.2018 | 07h28

Juiz antecipou liminar que daria contra urnas

O juiz Eduardo Luiz Rocha Cubas, afastado da função pelo corregedor-nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, proferiu um despacho em que determinada que fosse oficiado o Comando do Exército para que indicasse militar com patente de oficial e/ou equipe apta para participar em “eventual perícia sobre as urnas”.

A Advocacia Geral da União relatou ainda que, em uma reunião ocorrida na última terça-feira (25) no Quartel-General do Exército, o juiz deixou uma cópia da decisão que pretende proferir no caso, mandando recolher as urnas na sexta-feira anterior à eleição. Cubas também teria informado que a notificação oficial do Comando do Exército sobre sua decisão aconteceria às 17h do dia 5 de outubro, para que não houvesse tempo de ser revertida. O juiz deixou de digitalizar a ação popular, conferindo sigilo ao processo.


VOLTAR PARA O ESTADÃO