26.03.2018 | 22h47

Judiciário não pode ser ‘sistema de faz de conta’

Muito objetivo nas suas afirmações, o juiz Sérgio Moro disse, no Roda Viva, que não pode acreditar na possibilidade de o Judiciário adotar comportamento diferente da interpretação da lei para julgar acusados na Lava Jato.

“Se alguém cometer um crime, a regra é que essa pessoa tem de ser punida. Não pode ser colocado um sistema de faz de conta “, afirmou.


Mais conteúdo sobre:

MoroLava Jato
VOLTAR PARA O ESTADÃO