20.07.2018 | 07h48

Josué com Alckmin reforça discurso de Bolsonaro

O acordo com o Centrão, que deve colocar Josué Gomes como vice de Geraldo Alckmin, pode dar mais munição para Jair Bolsonaro ligar o tucano ao PT. Josué não é apenas filho de José Alencar, que foi vice de Lula em 2002 e 2006.  Ele chegou a ser cotado pelo próprio ex-presidente para a vaga de vice na atual campanha. Especulações colocaram até mesmo Josué como “Plano B” do PT em caso de inelegibilidade de Lula. Na pior das hipóteses, o herdeiro de Alencar seria candidato ao Senado na chapa de Fernando Pimentel, em Minas.

Isso fortalece o discurso de Bolsonaro de que quem é mais ligado ao Partido dos Trabalhadores é Alckmin e não o pré-candidato do PSL. Nesta semana houve uma troca de acusações entre os dois: o ex-governador lembrou que Bolsonaro votou várias vezes na Câmara junto aos petistas. O deputado retrucou trazendo antiga fala de FHC pedindo união entre os dois partidos contra o “avanço do conservadorismo.


VOLTAR PARA O ESTADÃO