12.11.2018 | 17h53

JB: ‘Se não abrir caixa preta, Levy está fora’

O presidente eleito Jair Bolsonaro aceitou a indicação de Joaquim Levy, ex-ministro da Fazenda de Dilma,  para o BNDES. Mas deixou claro que o “voto de confiança” dado a Paulo Guedes, futuro ministro da Economia e responsável pela indicação de Levy, não significa que ele abriu mão da ideia de dar uma “blitz” nas operações do banco com outros países e com os tais “campeões nacionais”, nos governos do PT. “A caixa-preta vai ser aberta na primeira semana. Não tenha dúvida disso”, afirmou em rápida entrevista nesta segunda-feira, 12. “Se não abrir a caixa-preta, ele está fora. Isso será tratado dessa maneira.” / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO