13.11.2018 | 13h51

Janaina e Macris pela Alesp

Caso algum filiado do PSL integre a equipe do novo governo de João Doria, será por meio de cota pessoal, não partidária, afirmou o Major Olímpio, presidente do partido em São Paulo. Segundo ele, a legenda vai ter um papel “neutro” em relação ao governo do ex-prefeito da Capital.

Em campos opostos na campanha eleitoral, o tucano e o militar se reuniram na terça, 12. O primeiro afirmou que vai trabalhar pela reeleição de Cauê Macris (PSDB) na presidência da Alesp, enquanto o major reiterou apoio à deputada eleita Janaina Paschoal (PSL) para o posto.


Mais conteúdo sobre:

João DoriaMajor OlímpioAlesp
VOLTAR PARA O ESTADÃO