11.01.2019 | 13h19

Investigado vai para interlocução política do governo

Investigado STF por suspeita de ter pedido e recebido R$ 11,5 milhões em propina do grupo de produtos farmacêuticos Hypermarcas, o senador Paulo Bauer (PSDB), ficará sem mandato a partir de fevereiro, será o responsável por coordenar a interlocução política do governo do presidente Jair Bolsonaro com o Senado.

Bauer vai fazer parte do time de ex-parlamentares montado pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para auxiliá-lo na negociação de projetos de interesse do governo junto ao Congresso. Na Casa Civil, ele ocupará a Secretaria Especial para o Senado. A nomeação deverá ser oficializada apenas em fevereiro. A informação sobre a indicação do tucano foi confirmada ao Globo por senadores e integrantes da pasta de Onyx.


VOLTAR PARA O ESTADÃO