04.02.2019 | 18h13

Investigação de Temer na 1ª instância

Resgatado pelo Legislativo contra o prosseguimento de duas denúncias, o ex-presidente Michel Temer terá de responder sobre as suspeitas contidas no inquérito sobre o Decreto dos Portos à Justiça do Distrito Federal, informa o Estadão. Em meados de dezembro, Temer foi alvo de uma terceira denúncia da Procuradoria-Geral da República.

“Denunciado teria se valido largamente de seus cargos públicos, ao longo de mais de 20 anos, para conceder benefícios indevidos a empresas do setor portuário, em troca de um fluxo constante de pagamento de propinas”, escreveu o ministro Luís Roberto Barroso, do STF, em sua decisão de remeter o caso à primeira instância, desta segunda, 4. A filha do emedebista, Maristela Temer, e o coronel João Baptista Lima Filho, serão investigados pela Justiça Federal de São Paulo.

 


Mais conteúdo sobre:

Michel Temer
VOLTAR PARA O ESTADÃO