03.11.2018 | 08h26

Intervenção no Rio vai atrapalhar votações?

O governo de Jair Bolsonaro poderá ser obrigado a desatar um enroscado nó político para facilitar a tramitação das propostas de seu interesse no Congresso. Por conta da intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro, nenhuma mudança constitucional poderá ser aprovada enquanto esta ação estiver em vigor. Assim, Bolsonaro poderia acabar com a intervenção ou poderia suspender provisoriamente a intervenção sempre que quisesse aprovar matérias desse tipo. Mas isso poderia se tornar um processo de risco.

Já existe um certo entendimento no Congresso que a tramitação desse tipo de proposta poderia ser feito sem problemas nas comissões técnicas, evitando um atraso maior do andamento das propostas. Mas votações no plenário não poderiam feitas. Uma das propostas que prevê alteração constitucional é a reforma da Previdência, por exemplo. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO