08.01.2019 | 09h10

Intermediário de Kassab girou R$ 12,6 mi, diz PF

Um relatório da PF revela que Flávio Castelli Chuery, apontado como intermediário do ex-ministro Gilberto Kassab, movimentou R$ 12,6 milhões em um período de 8 anos. O mesmo documento detalha pagamentos milionários considerados suspeitos da JBS a empresas do ex-ministro. Chuery é sócio e procurador da Yape Transportes e da Yapê Engenharia, pertencentes a Kassab, além de ex-tesoureiro do PSD, fundado por Kassab. Delatores da Odebrecht e da JBS o apontam como suposto intermediário para o recebimento de propinas.

A defesa de Chuery diz que o “patrimônio é compatível com seus rendimentos e esclarece que a maior parte da movimentação apontada refere-se a transações relacionadas ao espólio do seu pai”. Kassab afirma “estar à disposição para quaisquer esclarecimentos que se façam necessários e ressalta, mais uma vez, que todos os seus atos seguiram a legislação e foram pautados pelo interesse público”, informou o Estadão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO