12.07.2018 | 07h48

Instituições em frangalhos

Ao chegar ao poder, o PT tomou conta das instituições, “aparelhando-as e transformando o que deveriam ser instâncias do Estado em braços servindo ao partido”. É a análise de William Waack a partir do episódio da tentativa do desembargador Rogério Favreto de soltar Lula.

Em sua coluna no Estadão, o jornalista questiona em que medida o estrago produzido nas instituições por essa tática é duradouro. “O que aconteceu no domingo foi não só um truque aplicado por uma organização criminosa para livrar seu chefe, mas, pior que isso, o resultado da politização da Justiça.”


VOLTAR PARA O ESTADÃO