05.11.2018 | 13h51

Inspiração de juiz da Mãos Limpas

A decisão de Sérgio Moro de aceitar ser parte da política do governo do presidente eleito Jair Bolsonaro foi motivada pela trajetória do juiz italiano Giovanni Falcone, da Operação Mãos Limpas, segundo conta em carta a integrantes da Ajufe e publicada pelo Valor.

Pioneiro na luta contra a máfia italiana, ele foi assassinado pela Cosa Nostra em 1992, assim como sua mulher e três membros da sua escolta, em uma explosão de uma bomba instalada na rodovia siciliana de Capaci, perto do aeroporto de Palermo.


Mais conteúdo sobre:

sergio moroGiovanni Falcone
VOLTAR PARA O ESTADÃO