27.05.2018 | 07h48

Inimigo comum

O governo Michel Temer e o PT se uniram no discurso contra empresários que estariam por trás do movimento dos caminhoneiros, insuflando a paralisação. Em sua coluna no Estadão, Eliane Cantanhêde nota a súbita convergência entre PT e MDB, antigos aliados.

Para ela, o discurso convergente se explica porque a população se solidariza com os caminhoneiros. “Mas a coisa muda de figura quando a população percebe, ou é devidamente informada, que são patrões oportunistas e aproveitadores que estão criando o caos.”


VOLTAR PARA O ESTADÃO