17.09.2018 | 20h58

Indulto para Lula é realidade distante

Com o crescimento de Fernando Haddad (PT) nas pesquisas, voltaram os burburinhos sobre um possível indulto para Lula caso o petista assuma o Palácio do Planalto. Só que como mostra Marcelo Godoy no Estadão, essa é uma possibilidade remota. Em especial porque em março deste ano o ministro Luís Roberto Barroso, do STF, tornou sem efeito os quatro pontos do indulto de Natal concedido pelo presidente Michel Temer.

Na ocasião, Barroso proibiu indulto para condenados por corrupção e lavagem de dinheiro (caso de Lula) e limitou o benefício a presos que cumpriram um terço da pena (para o petista, isso acontece em 2021), para quem tem pena inferior a 8 anos de prisão e para quem não tem mais recursos pendentes. A decisão do ministro terá que ser referendada pelo plenário do Supremo.


Mais conteúdo sobre:

LulaFernando HaddadSTF
VOLTAR PARA O ESTADÃO