06.09.2018 | 13h39

Indícios de corrupção de Temer e ministros

No relatório final do inquérito aberto para apurar propinas de R$ 14 milhões da Odebrecht para a cúpula do MDB, a Polícia Federal concluiu pela existência de indícios de que o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, de Minas e Energia, cometeram os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, informa o Estadão.

O documento foi encaminhado ao STF na quarta-feira, 5.


VOLTAR PARA O ESTADÃO