16.03.2019 | 20h54

Indicações só com assinatura por escrito

O governo quer que deputados se comprometam em indicações feitas para preenchimento dos cargos de segundo e terceiro escalões. A ideia é que os parlamentares assinem uma planilha, ao lado dos nomes de seus afilhados políticos, para que possam ser cobrados em caso de irregularidades no posto.

A iniciativa, porém, não tem sido bem recebida pelo Congresso. Coordenadores de bancadas de cinco Estados disseram ao Estadão que, com essa condição, os deputados estão preferindo abrir mão das indicações. O governo vai preencher as vagas em troca do apoio à reforma da Previdência. Mas a exigência para que os políticos coloquem suas assinaturas nas indicações não agradou em nada aos congressistas.


Mais conteúdo sobre:

governo cobra apoio deputados escrito
VOLTAR PARA O ESTADÃO