22.10.2018 | 06h26

‘Inconsequente e golpista’, diz o decano

A declaração de Eduardo Bolsonaro de que bastariam “um soldado e um cabo” para fechar o Supremo Tribunal Federal foi classificada de “inconsequente e golpista” pelo decano Celso de Mello em nota por escrito à Folha. Para o ministro, a alta votação do filho de Bolsonaro não legitima “investidas contra a ordem político-jurídica”. A íntegra da manifestação de Mello pode ser lida aqui.

Também ao jornal o ministro Marco Aurélio Mello afirmou que o País vive “tempos sombrios“.


VOLTAR PARA O ESTADÃO