18.10.2018 | 14h23

Imita o Meirelles

Mesmo completamente independente na disputa do segundo turno, Henrique Meirelles está satisfeito em ver que algumas das melhores propostas da campanha de Jair Bolsonaro faziam parte de sua agenda de campanha ou do que fez no Ministério da Fazenda.

Alguns exemplos: teto dos gastos, medidas de aumento da produtividade (como a duplicata eletrônica, aprovada nesta semana no Congresso), eliminação dos subsídios dados pelo governo de Dilma Rousseff e a meta de criar 10 milhões de empregos em 4 anos. Também foi recuperado o estudo do Ministério da Fazenda em parceria com Banco Mundial pra defender medidas de melhoria do ambiente econômico. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

Henrique Meirelles
VOLTAR PARA O ESTADÃO