04.10.2018 | 19h13

Igreja dividida na eleição?

Faltando pouco para as eleições, não é difícil encontrar bispos escrevendo uns contra a candidatura de Jair Bolsonaro, outros, indiretamente, contra o PT e seus aliados. Nos últimos dias circulou na internet a posição do bispo diocesano de Jales, Dom Reginaldo Andrietta, publicada no site da CNBB, criticando católicos que irão votar no ex-capitão. “São escandalosas as posturas alienadas de muitos cristãos e as adesões a um candidato à presidência que dissemina violência”, disse.

No mesmo site, o bispo da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney, Dom Fernando Arêas Rifan, publicou na última quarta-feira que apesar da “Igreja não ter partido nem indicar candidatos”, o cristão “seguindo a doutrina da Igreja”, “não pode votar em candidatos que defendam a legalização do aborto”, “a prática do homossexualismo”, nem em quem apoia “regimes totalitários e ditatoriais” em uma posição contrária a muitas das bandeiras petistas e do campo da esquerda.


Notícias relacionadas

Mais conteúdo sobre:

CNBBIgreja CatólicaJair BolsonaroPT
VOLTAR PARA O ESTADÃO