05.02.2019 | 08h56

Idoso de baixa renda no prejuízo

Uma das medidas da minuta da reforma da Previdência, ao qual o Estadão teve acesso com exclusividade, de pior repercussão entre os parlamentares foi a que pretende criar regras diferenciadas para o público que hoje recebe o Benefício da Prestação Continuada (BPC), concedido a idosos e pessoas com deficiência de baixa renda, informa o Estadão. A principal mudança é que o valor do pagamento não ficará atrelado ao salário mínimo como é hoje.

Deputados e senadores já avisam que uma medida como essa não passa no plenário das duas Casas. A avaliação é de que a ideia penaliza a população que hoje já sofre para conseguir se sustentar. O ex-presidente Michel Temer também tentou propor a possibilidade de pagar benefícios assistenciais abaixo do salário mínimo, mas foi um dos primeiros pontos a cair em meio às negociações com os parlamentares.


VOLTAR PARA O ESTADÃO