13.03.2019 | 17h49

Ideia de Olímpio choca opositores após tragédia

A fala do senador Major Olímpio (PSL-SP), que após a tragédia em Suzano (SP) reforçou sua defesa pelo fim do estatuto do desarmamento e uso de armas pelos professores, gerou revolta em seus opositores políticos (e que defendem a proibição de armas na sociedade). Randolfe Rodrigues (Rede-AP), colega do senador paulista na Casa Legislativa, questionou como armas nas mãos dos professores resolveriam o problema. “Major Olímpio esperava o quê? Um bang bang entre alunos e professores?”, perguntou (continua após o tuíte).


Já o deputado Ivan Valente nem ao menos inqueriu Olímpio por maiores detalhes da sua “proposta”. “Declaração de Major Olímpio é delinquente e irresponsável. A ideia é de uma estupidez sórdida”. Não foi a primeira vez que Olímpio utilizou uma tragédia para defender suas ideias. Em dezembro, após o atentado na catedral de Campinas, o senador disse que as vítimas, por não estarem armadas, não tiveram chance de defesa.

 

VOLTAR PARA O ESTADÃO