09.09.2018 | 10h41

Ibope: ‘Difícil reverter preferências por Bolsonaro’

A diretora executiva do Ibope, Márcia Cavallari, disse ao Estadão que as intenções de voto do presidenciável Jair Bolsonaro, do PSL, estão consolidadas e que deverá ser muito difícil reverter esse quadro até a realização do primeiro turno da eleição, em 7 de outubro. O levantamento mais recente do Ibope apontou Bolsonaro com 22% das preferências na pesquisa estimulada e 17%, na espontânea. Segundo o Ibope, 77% dos que declararam voto nele na pesquisa estimulada já o tinham citado antes, de forma espontânea.

“É um fenômeno. É muito difícil reverter esse voto”, afirmou Márcia. “Não me lembro de ter visto uma pergunta espontânea que caiu ao longo da campanha. Nunca vi espontânea cair de uma pesquisa para outra, oscilar negativamente. Sempre crescente. O voto dele é firme e consistente.” / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO