28.09.2018 | 06h48

‘Ia dar um escândalo para ele e para mim’

Questionada pela revista Veja a respeito das pesadas acusações que fez contra o ex-marido, Jair Bolsonaro, Ana Cristina Valle, que hoje usa o sobrenome Bolsonaro e é candidata a deputada, se esquivou. Sobre de quem eram as joias e o dinheiro que ela diz terem sido furtados de um cofre no Banco do Brasil, afirmou: “Era coisa minha, que juntei. Coisas do meu ex-marido, joias que ganhei do Jair”.

Afirmou que não atendeu a sucessivas convocações para depor na polícia no caso, depois de registrar ocorrência, porque não se sentia “à vontade”: “Iria dar um escândalo para ele e para mim. Deixei para lá”. E em seguida afirmou que “fizeram um acordo para abrir mão de qualquer apuração porque não seria bom”. Qual acordo? Aí ela disse que preferia “se omitir”. Não sem antes constatar:: “Eu, brava, falo besteira”.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO