29.10.2018 | 15h37

Hora de comprar moderação

“Quem comprou radicalização à direita de 2013 para cá se deu bem. O que ficou barato agora é parcimônia e racionalidade econômica. São promissoras as condições para um partido social-democrata moderno no Brasil. Mas será preciso arriscar”, escreveu Vinícius Mota na Folha.

Na opinião do colunista, a democracia brasileira que deu vazão ao sentimento de contrariedade em 2002, reabriu as portas agora, para o outro lado do espectro.


VOLTAR PARA O ESTADÃO