28.02.2019 | 09h19

Hartung contra “faca no peito” do governo federal

Ex-governador do Espírito Santo, Paulo Hartung afirma que os governadores não podem chantagear e colocar a “faca no peito” do governo federal para um socorro da União em troca de apoio à aprovação da reforma da Previdência. Em entrevista ao Estadão/Broadcast, Hartung, diz que “não faz sentido nenhuma ação de toma lá, dá” dos governadores.

Único governador a entregar o cargo com a nota máxima do Tesouro Nacional, Hartung deixou o MDB e agora integra o conselho do movimento “Renova” de formação de lideranças políticas. Ele defende que qualquer socorro aos Estados só pode vir depois de aprovada a PEC da Previdência. Segundo ele, Brasília não é a “porta da esperança” para Estados e municípios em crise.


VOLTAR PARA O ESTADÃO