24.09.2018 | 14h26

Haddad teme ‘movimentos exóticos’

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, disse na manhã desta segunda-feira, 24,após visitar Lula na Polícia Federal de Curitiba, que o partido deve fortalecer sua atuação junto aos movimentos democráticos, para evitar que o resultado das eleições coloque em risco a democracia.

Sem citar nomes, Haddad disse que “suposições” sobre o processo podem criar um clima antidemocrático. “Entendemos que ela (democracia) está sendo ameaçada constantemente com suposições, uma hora é a urna eletrônica, outra hora é sobre o resultado eleitoral, o mundo está observando o Brasil com muito cuidado por conta desses movimentos exóticos”, informou o Broadcast Político.


Notícias relacionadas

Mais conteúdo sobre:

Fernando Haddad democracia eleição risco
VOLTAR PARA O ESTADÃO