21.08.2018 | 16h21

Haddad raquítico no Nordeste

A chapa Fernando Haddad/Manuela D’Ávila pode ter dificuldade em um dos “celeiros” eleitorais do PT: o Nordeste. Enquanto a improvável candidatura de Lula concentra  mais de 60% das intenções de voto na região (superando de longe os adversários) segundo a pesquisa Ibope/Estado/TV Globo, o ex-prefeito de São Paulo consegue apenas 5%, atrás de Marina Silva, com 17%, Ciro Gomes, com 14% e até mesmo Jair Bolsonaro, com 13%. Fica pau a pau com o tucano Geraldo Alckmin, com 4%.

Lembrando que nas eleições 2014 a região foi fundamental para a vitória de Dilma Rousseff. A petista conseguiu 20 milhões de votos no Nordeste, 12 milhões a mais que Aécio Neves. O tucano não conseguiu superar a ex-presidente em nenhum dos estados nordestinos. Mesmo perdendo no Centro-oeste, Sudeste e Sul e sendo vitoriosa no Norte por uma diferença de apenas 1 milhão de votos, a vitória folgada na região foi suficiente para garantir a eleição de Dilma.


VOLTAR PARA O ESTADÃO