19.11.2018 | 18h04

Haddad no banco dos réus

O ex-presidenciável petista Fernando Haddad virou réu por corrupção e lavagem de dinheiro, informa o Blog do Fausto, do Estadão. A decisão foi tomada pelo juiz Leonardo Valente Barreiros, da 5.ª Vara Criminal de São Paulo, que acolheu parcialmente denúncia do Ministério Público de São Paulo. O magistrado, porém, rejeitou parte da acusação que imputava ao ex-prefeito o crime de quadrilha.

De acordo com o Ministério Público, Haddad teria solicitado, entre abril e maio de 2013, a quantia de R$ 3 milhões à UTC Engenharia, por meio do então tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, preso por corrupção desde 2015, em Curitiba. O objetivo era usar o dinheiro para quitar dívidas de campanha com a gráfica de Francisco Carlos de Souza, o ‘Chicão Gordo’, ex-deputado estadual do PT. Ao final, porém, segundo a Promotoria, o valor acabou sendo menor e a UTC teria efetivamente repassado R$ 2,6 milhões a Haddad. / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO