13.09.2018 | 14h33

‘Haddad é Dilma, Haddad é Temer’

Os petistas estão usando o mote “Haddad é Lula” para tentar acelerar a transferência de votos do ex-presidente para seu novo candidato. Mas, enquanto o PT adota essa estratégia, seus adversários já preparam o troco.

Ciro Gomes, Marina Silva e Geraldo Alckmin vão intensificar a associação de Fernando Haddad com o lado negativo mais recente dos petistas, que foi o governo de Dilma Rousseff. O plano é colar o petista no desgaste que a passagem de Dilma pelo Planalto provocou e também lembrar que Michel Temer só virou presidente porque o partido de Haddad o escolheu para ser vice. O plano é vender a ideia de que “Haddad é Dilma e Haddad é Temer”, como forma de desgastá-lo. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO