15.07.2018 | 08h49

Haddad diz que MBL é ‘grupelho protofascista’

O ex-prefeito de São Paulo (e provável plano B do PT caso Lula seja declarado inelegível pelo TSE), Fernando Haddad ficou bravo com o pedido do MBL para que a Justiça eleitoral declare antecipadamente o ex-presidente incapacitado pela Lei da Ficha Limpa de participar das eleições. Em seu Twitter, Haddad chamou o movimento de “protofascista”.


“Grupelho protofascista quer impedir eleitor de expressar quem gostaria de ver na Presidência da República, ao buscar proibir o nome de Lula nas pesquisas eleitorais”, escreveu Haddad.

VOLTAR PARA O ESTADÃO