19.10.2018 | 15h12

Haddad contra ‘silêncio absoluto’ do TSE

Fernando Haddad criticou nesta sexta, 19, o “silêncio absoluto” do TSE sobre a acusação de que empresas teriam comprado pacotes de disparos de milhares de mensagens via WhatsApp, de apoio a Jair Bolsonaro e contra o PT, revelada pela Folhainforma o Estadão.

“Estamos a 10 dias do segundo turno. Se a Justiça tomar providências, podemos ter menos desequilíbrio no segundo turno do que teve no primeiro (…) O que aconteceu já é muito grave. Muitos parlamentares, uma parte do novo Congresso, foram eleitos com base nessa emissão de mensagens. Santinhos foram distribuídos em massa. É uma Justiça analógica para um crime digital”, afirmou.


VOLTAR PARA O ESTADÃO