02.10.2018 | 12h45

Haddad: ‘Ataques favorecem o fascismo’

Fernando Haddad atribuiu nesta terça, 2, a estagnação de sua candidatura presidencial apontada na recente pesquisa do Ibope aos ataques do PSDB. “Temos sofrido muitos ataques do PSDB, mas isso não está favorecendo o PSDB, e sim o fascismo. Quando você alimenta o ódio, alimenta o fascismo. Aconteceu na Alemanha, na Itália”, afirmou, em agenda no Rio, informa o Estadão.

Sem citar nomes, acrescentou que “parte expressiva da elite brasileira abandonou a social-democracia pelo fascismo”.


Mais conteúdo sobre:

Fernando HaddadeleiçõesPSDB
VOLTAR PARA O ESTADÃO