14.09.2018 | 21h59

Haddad aponta erros, menos do PT

Em sua entrevista ao Jornal Nacional, o candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, não cansou de apontar erros dos outros. Disse que a Justiça “erra” ao condenar petistas, como o ex-presidente Lula. Disse que o eleitor foi “induzido ao erro” ao tirá-lo da prefeitura de São Paulo em 2016 e ao apoiar o impeachment. Disse que a crise no governo Dilma foi culpa do PSDB, citando entrevista do Estadão com o presidente tucano, Tasso Jereissati. E acredita que erra o Ministério Público ao fazer acusações contra ele, chamando o MP de “indústria partidária”.

E os erros do PT? Segundo o candidato, houve no máximo “falhas” na fiscalização da Petrobrás e no segundo mandato de Dilma.


VOLTAR PARA O ESTADÃO