08.10.2018 | 20h57

Haddad agora se diz social-democrata

Num aceno ao centro, Fernando Haddad iniciou sua entrevista ao Jornal Nacional nesta segunda-feira se apresentando como um candidato da social-democracia. O PT nunca se apresentou como um partido social-democrata, corrente política sempre associada ao PSDB. A nova categorização inaugura o discurso de segundo turno do petista: mais moderado na economia, acenando aos eleitores dos demais candidatos de esquerda e de centro.

Questionado sobre sua proposta de nova Constituinte, disse que, se a proposta for adiante, será pelo Congresso. E desautorizou a frase de José Dirceu sobre a “tomada de poder” pelo PT em caso de vitória. Disse que não concorda com isso e que Dirceu não manda mais no PT. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO