02.10.2018 | 18h53

Haddad acusou o golpe

Acabou a blindagem da candidatura falsa de Lula, a rejeição vai subindo aos pinotes e as denúncias contra petistas começaram a colar na campanha. Estagnado nas pesquisas, Fernando Haddad acusou o golpe e trocou o que Ciro Gomes considerou como “cantar a vitória antes do tempo” por uma nova estratégia: a de tentar partir para cima de Jair Bolsonaro.

Quando fala que torce para que o adversário compareça ao debate da Globo, Haddad deixa claro que vai em busca de uma chance para expor fragilidade do adversário. Até agora, o petista vinha sendo o principal alvo dos oponentes nos debates e mostrou hesitação no seu desempenho. Mas, com Bolsonaro em ascensão, não sobrou alternativa, além de tentar fustigar o rival. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO