21.04.2018 | 08h22

Há vinte anos, a morte de Luís Eduardo

Há exatos vinte anos, um infarto fulminante interrompeu a trajetória política de Luís Eduardo Magalhães. Ex-presidente da Câmara e fundamental na aliança de sustentação do governo de Fernando Henrique Cardoso, o deputado baiano era filho e herdeiro político do poderoso Antonio Carlos Magalhães, mas tinha conquistado seu espaço próprio na política.

Luís Eduardo se preparava para disputar o governo da Bahia, quando morreu aos 43 anos. Era a maior aposta de seu partido, o PFL (hoje DEM), para uma futura candidatura presidencial. O legado do carlismo na Bahia hoje é conduzido pelo prefeito de Salvador, ACM Neto, sobrinho de Luis Eduardo. /M.M.

Veja também:


 

Mais conteúdo sobre:

Luís Eduardo MagalhãesACM Neto
VOLTAR PARA O ESTADÃO