Há 100 anos eleição foi ‘tranquila’, mas vice assumiu

25.03.2018 | 08h09

Há 100 anos eleição foi ‘tranquila’, mas vice assumiu

Rodrigues Alves foi eleito para um segundo mandato como presidente em 1918, morreu antes de assumir o cargo. Reprodução/ Estadão

Em meio ao turbilhão de 2018, é difícil imaginar que há 100 anos o Brasil vivenciava uma eleição tranquila. Em 1º de março de 1918, o País foi às urnas e elegeu a chapa única que concorreu ao pleito, formada por Francisco de Paula Rodrigues Alves e Delfim Moreira.

Apesar da calmaria no dia votação, diferente dos sete pleitos anteriores, o que se seguiu causou reviravoltas. Antes da posse, Rodrigues Alves sucumbiu à epidemia de gripe espanhola e Delfim Moreira assumiu a Presidência em seu lugar. O presidente eleito faleceu em 17 de janeiro de 1919. Como previa a Constituição, novas eleições foram convocadas.

Leia a história completa no Acervo Estadão.

Mais conteúdo sobre:

presidênciaeleições
VOLTAR PARA O ESTADÃO