25.11.2018 | 19h37

Gustavo Franco vê ‘primavera liberal’

Em artigo publicado no Estadão neste domingo, 25, intitulado A primavera liberal o economista Gustavo Franco, ex-presidente do Banco Central, afirma que, apesar da desconfiança que havia em relação à condução da economia no governo Bolsonaro, “não há como não se impressionar” com sua equipe econômica, formada por “tantos liberais de carteirinha, cheios de ambições nos quesitos de redução do tamanho e complexidade do governo, privatização e abertura”.

Segundo Franco, o País está pronto para o liberalismo. “O Brasil possui 27 milhões de profissionais liberais, empregadores e trabalhadores por conta própria. E um número não muito menor de pessoas com carteira assinada em pequenas empresas que não enxergam patrões como inimigos”, diz. “Outro dia, numa conversa com gente da periferia, ouvi que ali não havia problema com impostos, pois era tudo informal e ninguém fazia declaração de imposto de renda. Quando expliquei o fenômeno dos impostos indiretos, ouvi a pérola libertária: ‘Mas aí é roubo!'” / J.F.

 

 

VOLTAR PARA O ESTADÃO